top of page
  • clarissaliguori

"Walking Meetings" - Uma forma de Comunicação Corporativa Eficiente e Engajadora

Atualizado: 4 de set. de 2023

Em um mundo onde reuniões são marcadas para quase tudo, a busca por métodos que tornem as conversas mais eficientes e engajadoras se torna uma prioridade. Uma solução promissora é a adoção das "Walking Meetings".

Caminhar durante uma conversa facilita a conexão entre as pessoas, aumenta a produtividade e contribui para a melhora da saúde física e mental dos colaboradores.

Enquanto a tecnologia foi criada para nos conectar, muitas vezes ela acaba nos distraindo dentro dos padrões tradicionais de reunião. Ao afastar-se dos computadores e telefones, conseguimos ajudar os colaboradores a estarem mais presentes naquele momento, estimulando a criatividade e ainda contribuindo para a resolução coletiva de problemas.

Phil Jones, diretor da empresa de tecnologia Brother UK, da Grã-Bretanha, que adotou a prática de "walking meetings" há um ano, afirma que "as pessoas se sentem mais confortáveis caminhando e a conversa tem uma qualidade melhor", proporcionando uma conexão humana mais significativa.


Preparação é a chave para o sucesso dessas reuniões.

O envio antecipado de materiais é necessário nesse formato de reunião. Mas que não adicionam burocracias, mas sim eficiência, por permitir que todos tenham mais tempo para pesquisar, formular ideias e buscar opiniões de outros colaboradores. Além disso, essa abordagem possibilita que os participantes mais introvertidos ou tímidos contribuam de forma mais significativa para os negócios.

Devido à dificuldade acústica, recomendamos que as reuniões sejam de no máximo até 4 pessoas.

Reservar alguns minutos após a reunião para anotar os próximos passos e principais decisões é necessário para garantir que as ações acordadas sejam devidamente registradas.

Outra medida importante é a definição de roteiros pré-definidos de caminhadas para garantir segurança e uma melhor acomodação logística. Considere itinerários de 15 a 20 minutos, para que mesmo os mais sedentários consigam atendê-las.


Roteiros em áreas externas proporcionam um ambiente mais agradável e inspirador, contribuindo para o bem-estar dos colaboradores. Padronizar os roteiros e oferecê-los dentro da agenda corporativa, como ambientes "agendáveis", é uma forma de incentivar a adoção dessa prática.

Nem todos os tipos de reuniões são adequados para esse modelo:

Reuniões de planejamento, por exemplo, costumam envolver muitas decisões e temas, exigindo mais apoio e anotações detalhadas. Por outro lado, reuniões de negociações, feedbacks ou temas delicados são altamente recomendadas para serem realizadas em formato de walking meetings.

Pesquisas publicadas pelo Valor econômico em maio desse ano, têm mostrado que caminhar durante negociações pode levar a melhores resultados, apresentando mais cooperação do que aquelas que conversam sentadas frente a frente em uma sala.

Esse formato de reunião não é necessariamente nova. Em 2013 líderes, como Mark Zuckerberg e Barack Obama, já adotavam o modelo de walking meetings Embora durante a pandemia essa prática tenha perdido força, precisamos mais do que nunca oferecer ferramentas para que as pessoas se concentrem no momento presente como forma de diminuir a sobrecarga mental. Dado esse contexto, também estimulamos que reuniões remotas, que não exijam o uso de telas, possam ser realizadas durante caminhadas, mantendo os participantes mais atentos e alertas. Entretanto, é importante tomar cuidado com ambientes ruidosos e garantir a segurança física dos envolvidos.

Precisa de apoio para implementar as walking meeting? Conte conosco para implementar essa e outras ferramentas de produtividade.


19 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page